Pequena biografia de Zeng Fanzhi - pintor chinês


Zeng Fanzhi, é um pintor chinês, nascido a1964 em Wuhan na China.Actualmente vive em Pequim. Faz parte de uma geração de artistas chineses recém lançados na cena internacional de arte contemporânea.

Em 1991, formou-se na Academia de Belas Artes Hubei, onde estudou pintura a óleo.

Em contraste com os artistas que têm orientado seu trabalho sob fórmulas Ocidentais, ZENG Fanzhi mantém uma identidade pessoal e cultural, contudo, baseada na ideologia política e económica fruto de sucessivas revoluções que ele testemunhou no seu país.

Em 1993, deixou a sua casa para se instalar província de Hubei, em Pequim. A vida citadina e a solidão juntamente com a observação dos costumes urbanos, criaram uma série que iria torná-lo famoso (Máscaras, 1994-2000).
Nesta série, as gravatas vermelhas e os sorrisos - símbolo do sucesso da China comunista - atraem imediatamente os olhos, máscaras inquietantes e fascinantes, criam uma espécie de mal-estar com traços de Caricatura.

Desde 2004, Zeng muda radicalmente. Suas paisagens - ou povoados desertos - e seus retratos são dança frenética de movimentos. Cada linha impõe um novo rumo, sempre dinâmica. Longe de qualquer causa, as linhas partem como um aumento súbito dos membros, de um órgão, que decidiu conquistar
a sua autonomia.

Uma tela de Zeng Fanzhi, "Mask Séries 1996 nº3", foi vendida em Maio passado por 9,7 milhões de dólares, a maior verba paga até hoje por uma obra de um artista asiático contemporâneo.


Temos a sensação que o seu trabalho é transtornador: ele sugere frequentemente violência passada, na qual nós podemos apenas desvendar pistas - mas nunca entender completamente. As suas pinturas são muito mais do que caricaturas recicladas. Zeng Fanzhi proporciona um tipo de arte que se sente como nova, não apenas na sua essência, mas na sua brutalidade refinada e em constante renovação .


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails