TERRINA DE PÊRAS ARDENTES - receita de Zé Tovar

Deixam-se 600 g de pêras secas em agua ardente

2 MESES DEPOIS (ou mais; já deixei peras em agua ardente 6 meses, não se estragaram):
Cortam-se as peras em bocadinhos e colocam-se num prato de ir ao forno (reserva-se a agua ardente)

MISTURA-SE:
1 c.sopa de farinha
100 g de açucar
raspa de 1 limão

ENVOLVE-SE NO PREPARADO
2 ovos, 1 de cada vez, mexendo bem entr e cada adição
4 dl de nata
a agua ardente onde estiveram as peras

BATE-SE ATÉ OBTER UM PREPARADO HOMOGÉNEO E ESPALHA-SE POR CIMA DOS FRUTOS SECOS

VAI AO FORNO PRÉ AQUECIDO A 200º DURANTE 30 MINUTOS

serve-se quente ou frio
__________________________________________________________

A Pera de S. Bartolomeu, também conhecida por Pera Passa ou Passa de Viseu, aparece no mercado seca e descascada - de calibre pequeno - mas doce e saborosa.

A principal zona de produção abrange os concelhos de Oliveira do Hospital, Tábua, Seia e algumas freguesias dos concelhos de Viseu, Nelas, Gouveia, Mangualde e Santa Comba Dão. No entanto, o concelho de Oliveira do Hospital é o solar da Pera Passa. Como variedade local, os frutos da Pereira de S. Bartolomeu, apresentam um conjunto de sabores, tão apreciados, que nos obrigam à sua preservação e divulgação como produto endógeno de qualidade de uma região interior do País.

Na Loja do AgriCabaz, em Coimbra pode encontrar a Pera Passa de S. Bartolomeu (quantidade muito limitada) proveniente da Freguesia de Vila Franca da Beira, Concelho de Oliveira do Hospital.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails