A Casa do Sal participa na "Venda de Natal de Criadores Figueirenses" Há novidades !


SEMANA BIO - 18 a 27 de Novembro 2011

A Semana Nacional da Agricultura Biológica . semana bio. realiza-se para dar aos consumidores mais informação, toda a informação. Para que todos compreendam o que são os produtos biológicos, a enorme variedade de produtos que existem, as vantagens que têm para cada um e para o nosso mundo, como são produzidos, como são comercializados, como é controlado seu modo de produção, como distinguir um rótulo. São realmente mais saborosos? São mais caros ou não? Conservam-se mais tempo? Não têm realmente pesticidas? São mais saudáveis?
Há muito para conhecer, debater, esclarecer, mostrar, comparar, provar...
Durante a semana bio queremos fazer chegar aos consumidores muita e muito variada informação. Através de grandes orgãos de informação e no contacto directo com o maior número possível de consumidores queremos ir mais longe.
Haverá palestras, visitas a quintas e locais de produção, degustações, animações em lojas, mercados, grandes superfícies, restaurantes. Haverá também actividades com escolas e para o público em geral, a participação de artistas, de figuras públicas, de muita e muita gente que está empenhada em contribuir para que cada vez mais consumidores saibam e possam escolher. De Norte a Sul por todo o País.

Mais informações: http://interbio.designetico.org/

Benefícios da Courgette para a saúde

 
Não só tem poucas calorias como é rica em minerais e vitaminas. É aconselhada no tratamento de problemas digestivos e pode ser preparada de mil maneiras diferentes: em sopas, saladas, recheada...

Pertence à mesma espécie botânica da abóbora mas a courgette (ou abobrinha) tem as suas próprias características, independentemente da variedade, tamanho ou cor. É constituída essencialmente por água e hidratos de carbono, com uma baixa percentagem de gorduras e de proteínas.

Ainda assim, o consumo deste legume oferece uma quantidade considerável de fibra e, a nível das vitaminas, destaca-se a presença de folatos (que pertencem à família das vitaminas B) e de uma pequena quantidade de vitamina C. A principal diferença entre a abóbora e a courgette é que a primeira é rica em betacarotenos e vitamina A, e a segunda quase não os contém. Em contrapartida, a courgette é rica em minerais, sobretudo, potássio.

 

Boas razões para a saborear

1. Ajuda a perder peso
O seu baixo valor calórico faz com que seja recomendada nas dietas para perder peso, ainda que esse valor dependa da forma como é preparada. Quando frita, chega a duplicar o número de calorias porque absorve facilmente o azeite.

2. É digestiva
Devido à sua constituição rica em mucilagem (tipo de fibra), este legume tem propriedades emolientes, ou seja, suavizantes da digestão. Tem também um ligeiro efeito laxante e está indicada para pessoas com problemas de estômago, má digestão, gastrite e prisão de ventre.

3. É benéfica para o coração
Apresenta efeitos benéficos para os rins devido ao seu elevado nível de potássio e baixo nível de sódio (sal). É recomendada para pessoas que sofram de alguma patologia renal ou cardiovascular e hipertensão, porque ajuda a normalizar os níveis da tensão arterial.

4. Versatilidade na cozinha
A courgette pode ser preparada de mil maneiras: cozida, refogada, frita, assada, recheada ou gratinada, em saladas e sopas ou como acompanhamento de carne ou peixe.

Truques que deve saber

- Procure conservar a casca pois é onde estão todos os nutrientes.

- Compre as mais pequenas e compactas, com casca brilhante e sem defeitos nem manchas.

- Antes de as fritar, seque-as bem para o óleo não espirrar.

- Se encontrar courgettes com flor, não as tire. Pode cozinhá-las, recheando as maiores e mais frescas com carne, arroz...

- Mantêm-se frescas até duas semanas no frigorífico.


Informação nutricional
(quantidades por cada 100 g)

- 17 mg de vitamina C
- 20 mg de magnésio
- 22 mg de cálcio
- 17 kcal
- 3 mg de sódio
- 248 mg de potássio
- 2 g de hidratos de carbono
- 33 mg de fósforo
- 94 ml água
- 0,3 g de gordura
- 1 g de fibra 


Centro Cultural de Ílhavo: Mercadinho de Vendas e Trocas


DEZEMBRO | SAB 10 às 14:30.
Participação gratuita

O mercadinho de vendas e trocas é um espaço para toda a Família, no qual convidamos as crianças dos 5 aos 15 anos a trazer um objeto, bebida, doce ou ainda a apresentarem um outro talento especial como cantar, dramatizar ou recitar poesia. Este mercadinho contará ainda com a presença do contador de historias, Carlos Marques e outras animações que nao poderas perder. Neste mercadinho tudo podera trocado ou vendido por um valor máximo de € 1,00. Público-alvo: Crianças dos 6 aos 12 anos e Famílias Inscreve-te para reservares o teu espaço de venda. CC Ílhavo | praça | participação gratuita

Ajude o Mercado de Trocas do Jardim Botanico de Coimbra a ir há final do Movimento do Milénio

A professora Teresa Cunha propõe um mercado de trocas para crianças, que se realizaria no Jardim Botânico de Coimbra. Este evento tem por objetivos não só fomentar hábitos de reciclagem entre as crianças mas também libertá-las do sentimento de posse incentivando-as a circular os seus jogos e brinquedos usados. 

http://www.movimentomilenio.com/2011/10/um-mercado-para-os-pequeninos/ 

( para votar clicar em "Leve-me à Final")

Subscrevem também este projeto: José João Rodrigues, Miguel Rodrigues, Paulo Peixoto, Sara Seabra, Filipa Alves, Sandra Jorge, Luciane Santos, Samuel Machado, Elisa Sansana e Maria Rodrigues.



Reciclagem de óleo de cozinha

Curso de Gestão de Organizações da Economia Social: 21 de Setembro a 28 de Outubro de 2011

Curso de Gestão de Organizações da Economia Social (84H) 21 de Setembro a 28 de Outubro CONFECOOP, Porto Car@s amig@s, A Animar – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local tem o prazer de convidar V. Ex.ª a participar no Curso de Gestão de Organizações da Economia Social, organizado no âmbito do Plano de Formação da CASES – Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, da qual faz parte a Animar. Este curso, de 84 horas e acesso gratuito, será realizado por via de acções descentralizadas no território, as quais contarão com a presença de pessoas representantes das diversas organizações membro da CASES, facilitando assim o V. acesso à formação e incentivando o desenvolvimento de relações de parceria e cooperação entre as diversas organizações do Terceiro Sector. Em anexo seguem mais informações sobre o referido curso, nomeadamente: 

- Divulgação da acção de Lisboa - Calendarização das acções:

Neste sentido, caso tenham interesse em participar no referido curso, deverão remeter a V. ficha de inscrição e Balanço de Competências até dia 14 de Setembro de 2011, por favor, para os seguintes endereços electrónicos animar@animar-dl.pt ou tania.gaspar@animar-dl.pt, fax (21 952 1322) ou correio:
Animar – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local
Edifício Ninho de Empresas
Rua Antero de Quental
Bairro Olival de Fora
2625-640 Vialonga

Chamamos apenas à  V. atenção para o facto destes cursos serem limitados a 20 formandos, pelo que deverão cumprir os prazos apresentados.

Organização:
CASES - Cooperativa António Sérgio para a Economia Social

Membros da CASES:
ANIMAR – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local
CNIS – Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade
CONFAGRI – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, C.C.R.L.
CONFECOOP – Confederação Cooperativa Portuguesa, C.C.R.L.
UMP – União das Misericórdias Portuguesas
UMP – União das Mutualidades Portuguesas
  
Com os melhores cumprimentos,



Uma forma diferente de "procurar emprego"

Miguel - Prós e Contras (20-06-2011) from José Carlos Oliveira on Vimeo.

Como consumir o tomate?

A Importância das Variedades Locais

As variedades locais, estão bem adaptadas à sua regiões de origem. São mais rústicas e desenvolvem-se sem a aplicação de fertilizantes e pesticidas e são menos exigentes em regas.

São por isso de cultivo mais ecológico, e ideais na implementação de boas práticas agrícolas.

A preservação e consumo destas variedades, que são parte integrante do nosso património agrícola, são uma forma de apoio à produção local. Contribuem ainda para um regime alimentar mais rico e variado, do ponto de vista nutritivo e do paladar.
Benefícios do Tomate


Rico em vitaminas A, B9 (ácido fólico), C, ácidos cítrico, málico, tartárico e em flavonóides.
Contém licopeno, um importante anti-oxidante e sais minerais (sódio, potássio, cálcio e fóforo). Desintoxicante e diurético, purifica o sangue. Rico em oligo-elementos (zinco, cobalto, boro, flúor, bromo e iodo)

Como consumir
Consumir tomate maduro e na época própria. Consumir em fresco, em saladas, com outros legumes, queijos, sementes e frutos. Consumir em caldeiradas, molhos e refugados. Temperado com sal ou flor de sal e aromáticas.



Participação especial: Chefe Ricardo Bernardo

Bom Apetite

Organização: Prove- Associação In Loco, COLHER PARA SEMEAR ( Rede Portuguesa de Variedades Tradicionais) e ASTA (Associação de Artes e Sabores de Tavira).

Os benefícios do Tomate para a saúde

A Importância das Variedades Locais
As variedades locais, estão bem adaptadas à sua regiões de origem. São mais rústicas e desenvolvem-se sem a aplicação de fertilizantes e pesticidas e são menos exigentes em regas.
São por isso de cultivo mais ecológico, e ideais na implementação de boas práticas agrícolas.
A preservação e consumo destas variedades, que são parte integrante do nosso património agrícola, são uma forma de apoio à produção local. Contribuem ainda para um regime alimentar mais rico e variado, do ponto de vista nutritivo e do paladar.

Benefícios do Tomate
Rico em vitaminas A, B9 (ácido fólico), C, ácidos cítrico, málico, tartárico e em flavonóides.
Contém licopeno, um importante anti-oxidante e sais minerais (sódio, potássio, cálcio e fóforo). Desintoxicante e diurético, purifica o sangue. Rico em oligo-elementos (zinco, cobalto, boro, flúor, bromo e iodo)


Como consumir
Consumir tomate maduro e na época própria. Consumir em fresco, em saladas, com outros legumes, queijos, sementes e frutos. Consumir em caldeiradas, molhos e refugados. Temperado com sal ou flor de sal e aromáticas.


Participação especial: Chefe Ricardo Bernardo

Bom Apetite

Organização: Prove- Associação In Loco, COLHER PARA SEMEAR ( Rede Portuguesa de Variedades Tradicionais) e ASTA (Associação de Artes e Sabores de Tavira).

A importância das variedades locais

A Importância das Variedades Locais
As variedades locais, estão bem adaptadas à sua regiões de origem. São mais rústicas e desenvolvem-se sem a aplicação de fertilizantes e pesticidas e são menos exigentes em regas.
São por isso de cultivo mais ecológico, e ideais na implementação de boas práticas agrícolas.
A preservação e consumo destas variedades, que são parte integrante do nosso património agrícola, são uma forma de apoio à produção local. Contribuem ainda para um regime alimentar mais rico e variado, do ponto de vista nutritivo e do paladar.

Benefícios do Tomate
Rico em vitaminas A, B9 (ácido fólico), C, ácidos cítrico, málico, tartárico e em flavonóides.
Contém licopeno, um importante anti-oxidante e sais minerais (sódio, potássio, cálcio e fóforo). Desintoxicante e diurético, purifica o sangue. Rico em oligo-elementos (zinco, cobalto, boro, flúor, bromo e iodo)

Como consumir
Consumir tomate maduro e na época própria. Consumir em fresco, em saladas, com outros legumes, queijos, sementes e frutos. Consumir em caldeiradas, molhos e refugados. Temperado com sal ou flor de sal e aromáticas.


Participação especial: Chefe Ricardo Bernardo

Bom Apetite

Organização: Prove- Associação In Loco, COLHER PARA SEMEAR ( Rede Portuguesa de Variedades Tradicionais) e ASTA (Associação de Artes e Sabores de Tavira).

Produtores mais perto dos consumidores em Stª Maria da Feira: PROVE, no âmbito do Proder

Caro Consumidor,

Vimos dar-lhe a conhecer o PROVE, iniciativa promovida no âmbito do programa PRODER e reconhecida ao nível europeu, com sucesso em inúmeros Municípios do nosso país, como em Oliveira de Azeméis e agora em fase de implementação no Município de Santa Maria da Feira.
 
O PROVE – Promover e Venderé um projecto que tem como objectivo principal a promoção de produtos hortofrutícolas locais e a comercialização directamente do Produtor para o Consumidor (sem intermediários), de forma a potenciar o escoamento dos produtos e tornar as explorações agrícolas da região mais sustentáveis.



Através do PROVE o Consumidor terá a oportunidade de adquirir semanalmente um Cabaz de frutas e legumes frescos da época, produzidos por agricultores do Concelho, por um preço que não ultrapassa os 10 euros cada Cabaz.


As encomendas podem ser efectuadas através de uma Ficha de encomenda disponível on-line em http://www.prove.com.pt/, por telefone ou directamente ao Produtor, até dois dias antes da comercialização, de modo a que os Cabazes possam ser organizados adequadamente.


Haverá a definição de um local de entrega onde os consumidores poderão levantar os seus cabazes.

 
No âmbito da implementação deste projecto, a ADRITEM – Associação de Desenvolvimento Rural Integrado de Terras de Santa Maria e o Município de Santa Maria da Feira vêm, por este meio, solicitar a V. Exa. a divulgação junto dos V/ colaboradores do Inquérito remetido em anexo, o qual será imprescindível para análise da receptividade ao projecto por parte dos futuros Consumidores PROVE. Este inquérito é composto por 14 questões simples, cujo preenchimento requer cerca de 5 minutos.



Agradecendo desde já toda a V/ colaboração, solicitamos que o reenvio do Inquérito preenchido seja efectuado através do endereço de e-mail   alpefeira@gmail.com

Qualquer esclarecimento adicional sobre o funcionamento do Projecto ou sobre o preenchimento do Inquérito poderá ser satisfeito através do número de telefone 256 372 076.
Para mais esclarecimentos, visite a página do PROVE na internet: www.prove.com.p  ou contacte-nos. 


O Mediador PROVE
--
ALPE - Agência Local em Prol do Emprego
Edif. da Cooperativa Agrícola da Feira e SJM
R. Moínho das Campaínhas, 1º andar
4525-240 Santa Maria da Feira
Tel: 256372076
Tlm: 913028299, 915440284, 915440175
Fax: 256365665
E-mail: alpefeira@gmail.com
www.direitosedesafios.com

Queijo de Ovelha e Cabra da Casa do Sal


Queijo de Ovelha e Cabra da Casa do Sal feito pelo Delmino do Rabaçal, envolvolvido em Tempero : Azeite do Rabaçal, Flor de Sal Casa do Sal, Alho, Orégãos, Alecrim e Piripiri

Concurso de ilustração dos supermercados Brio

Juntar a arte ao prazer de uma alimentação saudável foi o desafio, lançado no final de maio, pela nova loja de supermercados biológicos Brio da LX Factory, em Alcântara que abriu um concurso de ilustração para pintar um dos muros da nova loja.

“Another Brio on the Wall”, é o nome do concurso que pretende juntar os amantes da arte urbana e de produtos biológicos. O Brio da LX Factory tem um muro reservado para a ilustração mais original que for enviada até ao próximo dia 30 de junho.

O vencedor do passatempo, além de ver o seu trabalho exposto numa das zonas mais cosmopolitas da capital, ganhará ainda um vale de 250 euros para gastar em compras no novo supermercado Brio.

Em comunicado, Sofia Santos, gerente da nova loja, explica que com esta iniciativa a loja quer “tornar os supermercados Brio mais próximos dos jovens e reforçar junto deste público a importância de uma alimentação saudável de uma forma inovadora e criativa, e nada melhor que fazer uso da arte para criar esta aproximação”.

As ilustrações devem ser inspiradas pelos produtos biológicos vendidos nos supermercados Brio e a proposta mais talentosa será reproduzida à escala, no muro à entrada do Lx Factory.

Clique AQUI para aceder às condições do passatempo.

Workshop “Programa Casas Primeiro”: dia 20 de Junho, entre as 10:00 e as 12:30, no Centro Comunitário da Quinta da Cucena, no Bairro da Quinta da Cucena

O programa "Casas Primeiro", inspirado num modelo testado com sucesso nos Estados Unidos, e pioneiro a nível europeu, insere-se na Estratégia Nacional para a Integração das Pessoas Sem-Abrigo. A filosofia subjacente ao programa é colocar a casa no centro de todo o projecto de integração, porque se parte do princípio que "a habitação é ponto de partida para a reinserção". A selecção privilegia os indíviduos com melhores capacidades de reinserção social ou profissional e que demonstrem capacidade de gerir a sua própria casa.
A abordagem não se limita, no entanto, à habitação, prevendo-se um acompanhamento das pessoas por técnicos da Segurança Social e de uma associação parceira do projecto, a AEIPS, no sentido de as encaminhar para a procura de emprego, formação e cuidados de saúde.
O programa, ainda numa fase experimental, limitada a 50 pessoas,deverá ser alargado a outras zonas do país.

Este workshop pretende de modo mais aprofundado proceder a uma apresentação extensa od projecto, fruto da parceria entre o Instituto de Segurança Social, I.P., a Câmara Municipal de Lisboa, a Associação para o Estudo e Integração Psicossocial e o ISPA.
Em anexo segue documento com informações sobre workshop (orador, horário, localização e conteúdos)
Gratos desde já pela Vossa atenção

Oradora: Dr.ª Diana Alves – Coordenadora da Equipa Casas Primeiro

Este é um novo programa, destinado a pessoas sem abrigo que oferece apoio na escolha, obtenção e manutenção de uma casa individual, digna, permanente e integrada na comunidade.
Proporciona o acesso imediato a uma habitação individualizada e dá prioridade a pessoas que se encontrem a viver na rua na cidade de Lisboa, com problemas de saúde mental. Não é exigida a participação prévia dos candidatos em programas de tratamento ou reabilitação.
O programa financia o arrendamento, o mobiliário e equipamento básico, bem como os consumos de água, electricidade e gás.
Os participantes contribuem com 30% do seu rendimento mensal para o pagamento da renda e consumos domésticos.

O Programa Casas Primeiro Garante:

• O acesso a uma casa.
• O pagamento mensal da renda.
• Manutenção das habitações.
• Serviços de suporte individual e habitacional disponíveis 24 horas por dia.
• Acompanhamento no contexto residencial (mínimo 6 visitas por mês).
• Apoio continuado e de longo prazo.

O Programa Apoia:
• Na procura e escolha da habitação.
• Na negociação e contratualização com os senhorios.
• Na gestão e manutenção habitacional (confecção de refeições, limpeza da casa, roupa, compras, etc.).
• Na obtenção de apoios sociais (identificação e desbloqueamento de apoios como: rendimento social de inserção, pensão social ou outros).
• Na ligação aos recursos e serviços da comunidade (supermercados, transportes, serviços de saúde, centros desportivos e de lazer).
• Nos cuidados pessoais e de saúde (identificação de prioridades e acompanhamento aos serviços competentes).
• Projectos individuais (definição e concretização de projectos ao nível profissional, educacional, de formação, actividades desportivas ou outras).

Local: Quinta da Cucena, Freguesia de Paio Pires, Concelho do Seixal

Data: Segunda-feira, 20 de Junho de 2011

Horário: 10:00 - 12:30

Como Chegar: (Via acesso pela A2 ou Nacional 10)

  1. Seguir pela A2 até ao Km14, sair em Azeitão/Sesimbra e dirigir-se para a Nacional 10 (N10);
  2. Prosseguir pela Nacional 10 (N10), durante cerca de 3Km;
  3. Virar no cruzamento à esquerda com a indicação Siderurgia/Cucena/Paio Pires/Zona Industrial, para a N10-2
  4. Ao virar neste cruzamento encontrará à esquerda o Pavilhão da IZZI. Logo após este, encontra o Bairro da Cucena
  5. Para entrar no Bairro, virar no primeiro cruzamento à esquerda após o IZZI, direcção Quinta Galega/Cucena (placa virada ao contrário)
  6. Logo após o cruzamento, virar de imediato de novo à esquerda, antes da paragem do autocarro.
  7. Está na Rua da Alegria. Seguir em frente até ao fundo, virar à esquerda e contornar o lote junto à N10-2.
  8. O Centro Comunitário está a meio da Rua junto da N10-2.

    Mais informações:
    Pedro Miguel Borralho
    Técnico Responsável pelos Centros Comunitários
    Santa Casa da Misericórdia do Seixal
    R. Cândido dos Reis
    2840-503 Seixal

    Tel.:  212 216 943
    Tlm.: 965 101 511

    pedro.borralho.scms@gmail.com

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails