Redes Colaborativas de Produção Local - José João Rodrigues

Workshop de Pintura e Desenho "O Sobreiro e a paisagem de montado" - Observatório do Sobreiro e da Cortiça

O Município de Coruche, no âmbito da sua estratégia de desenvolvimento local, sustentada na promoção do concelho, enquanto Capital Mundial da Cortiça irá realizar um workshop de pintura e desenho dedicado ao sobreiro e à paisagem do montado, no Observatório do Sobreiro e da Cortiça.

O workshop será desenvolvido pelo pintor Manuel Casa Branca e culminará numa exposição dos trabalhos criados, a realizar durante a FICOR - Feira Internacional da Cortiça - 2013.

Esta iniciativa divide-se em seis sessões cujos temas a explorar são os seguintes:

1) O Desenho e o Diário Gráfico no registo da Paisagem;
2) A cor, a linha, e o ponto: Escola de Barbizon e o Impressionismo;
3) A paisagem portuguesa na pintura: Silva Porto, Henrique Pousão, Malhoa entre outros.
4) O pós-impressionismo: Fauvismo, Pontilhismo, Cézanne, Van Gogh e Gaugin.
5) Paisagem como luz: Comunidade de Skagen, Sorolla e Joaquim Mir.
6) As árvores. Dos Românticos, na Rússia com Shishkin até ao abstraccionismo de Paul Klee e Piet Mondrian

OBJECTIVOS

a)Proporcionar aos interessados em pintura e desenho, bem como às questões do Plein air uma nova interpretação do sobreiro e do montado;
b)Incentivar o desenvolvimento e formação de jovens e adultos nas áreas artísticas;
c)Promover a criatividade dos jovens e adultos.

As inscrições deverão ser realizadas até ao dia 16 de janeiro de 2013.

Susana Cruz
Coordenadora da Estratégia de Eficiência ColectivaPROVERE "O Montado de Sobro e a Cortiça"

“Caminhos de Igualdade” - Concurso de Fotografia



O Concurso de Fotografia "Caminhos de Igualdade" lançado no passado dia 30 de novembro, resultará numa exposição itinerante de rua, de trinta fotografias, a inaugurar no dia 19 de janeiro, no centro histórico (Rua da Bandeira) de Viana do Castelo.

André Boto, Fotógrafo Europeu do Ano 2010 pela FEP - Federação Europeia de Fotógrafos Profissionais e Master Qualified European Photographer, é o embaixador do concurso.

Podem concorrer fotógrafos/as amadores ou profissionais, cidadãos ou cidadãs residentes em Portugal, independentemente da sua nacionalidade, com idade igual ou superior a 16 anos. Cada concorrente pode apresentar no máximo 3 fotografias.

Os trabalhos deverão ser entregues até ao dia 30 de dezembro de 2012, através do e-mail fotografiacaminhosdeigualdade@gmail.com.

Com a temática da Igualdade de Género, este concurso nacional pretende, através da fotografia, sensibilizar os/as participantes para a igualdade de género, desafiá-los/as a registar momentos de igualdade/desigualdade quotidiana em situações profissionais, familiares e pessoais e despertar para a captação de exemplos que promovam as boas práticas e/ou ou que denunciem práticas menos corretas.

O Concurso é lançado pela Associação Juvenil de Deão (AJD), em Viana do Castelo, no âmbito da campanha de sensibilização do projeto "Caminhos de Igualdade", co-financiado pelo POPH/QREN e FSE, através da organização intermédia CIG."


Mais Informações:
Sara Freire, Técnica de Projeto.
Hugo Fernandes, Produção Executiva do Concurso.
fotografiacaminhosdeigualdade@gmail.com

Blog: http://concursodefotografiacaminhosdeigualdade.wordpress.com/

II Tertúlia Encontros para o Desenvolvimento Local, hoje dia 12



Partindo de um novo conceito de governança local que envolve a Ação conjunta do Estado, das Empresas e sociedade, emergem projetos inovadores, criando espaços de autonomia local. Neste processo de territorialização das políticas públicas, as Organizações do Terceiro sector têm vindo a assumir atribuições de Acão social relevantes em programas e projetos desconcentrados, em nome do Estado ou em cooperação com os serviços públicos.

A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, através da Rede Social, em parceria com a ADRITEM, encontra-se a organizar um conjunto de Tertúlias sob o tema “Encontros para o Desenvolvimento Local”. A segunda Tertúlia pretende refletir a capacidade das Organizações, enquanto agentes de inovação social, em desenvolver projetos contínuos, descentralizados e sustentáveis.

Contamos com a presença, entre outros interlocutores, da ARCIL- Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadatados da Lousã, http://www.arcil.org/.

Como Moderadora desta tertúlia temos a Eng.ª Teresa Pousada, Coordenadora da ADRITEM-Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Terras de Santa Maria.

No Bar Rajados Nogueira de Regedoura ás 17:30.

Horta doméstica de 400 m2 da familia Dervaes

Produção de Cogumelos Comestíveis em Borra de Café



Produção de Cogumelos  Comestíveis em Borra de Café- Esta atividade pretende sensibilizar para a valorização de um resíduo que atualmente tem uma taxa muito pequena de valorização ( borra de café) e fornecer algumas dicas para construção e  manutenção de um kit de produção de cogumelos que irá dar o seu “fruto” .  Inclui  um kit de cogumelos realizado durante a oficina.


OFICINA DE SABONETES ARTESANAIS - 8 Dezembro 2012



Junta de Freguesia de Casal Comba8 Dezembro 2012

15h00-17h30 
http://goo.gl/maps/MF7b3

Uma oficina prática de Carolina Leite para toda a família

Uma oportunidade para iniciar um negócio

Prendas de Natal coloridas e cheirosas

Inscrições - esassociação@gmail.com
Adultos – 20€   Crianças – 5€

Cine'Eco todo o ano em Seia


Resultados de uma experiência de comer 1 mês no McDonald's



O diretor Morgan Spurlock decide ser a cobaia de uma experiência: se alimentar apenas em restaurantes da rede McDonald's, realizando neles três refeições ao dia durante um mês. Durante a realização da experiência o diretor fala sobre a cultura do fast food nos Estados Unidos, além de mostrar em si mesmo os efeitos físicos e mentais que os alimentos deste tipo de restaurante provocam.

Richard Werner: DINHEIRO LIVRE DE DIVIDA E DE JUROS



Richard A. Werner é Professor Catedrático em Banca Internacional na Universidade de Southampton e Director do Centro Para a Banca, Finanças e Desenvolvimento Sustentável.

Workshop - Cozinhar sem Glúten e sem Lactose


A quem se destina?

A todos os interessados no sentido de ajudar a criar hábitos alimentares saudáveis em casa e equilibrar a sua condição de forma natural. Não é necessária qualquer experiência prévia. As receitas apresentadas são elementares e práticas para as refeições do dia-a-dia.

Programa

- Preparação de vários menus completos com: sopa, cereal, vegetais e proteínas e sobremesas saudáveis.
- Noções sobre como enriquecer nutricionalmente e profilaticamente a dieta sem glúten:
- óleos, ervas, snacks e condimentos adequados;
- o valor das micro-algas;
- a importância de consumir alimentos fermentados diariamente (pão caseiro, choucrute, miso).

Vamos fazer:

Sopa de Soba com Agrião
Bifinhos de Atum com natas vegetais
Pizza de "requeijão de sementes" e Rúcola
Pesto de Amêndoas
Puré de millet/ batata doce
Bolinhos de arroz com sésamo
Nabiças escaldadas no ferro
Salada prensada de repolho

Coffee Break

-preparação de sobremesas saudáveis:
Cheesecake de frutos silvestres
Tapioca cremosa de baunilha e limão.

(Ementa sujeita a pequenas alterações de acordo com a disponibilidade de produtos sazonais e nao contaminados).

Com Inês Barros 

Especializou-se em Nutrição Terapêutica nos EUA com Paul Pitchford autor do consagrado “Healing with Whole Foods: Asian Traditions and Modern Nutrition”.
Estudou com Tomio e Bernadette Kikuchi, discípulos de George Ohsawa e introdutores da sua filosofia na América do Sul.
Faz aconselhamento em nutrição terapêutica e dá formação nesta área desde 2008.

http://nutre.org/


Data & local

15 de Dezembro de 2012 (10h-15h)
Lisboa


Investimento

75 e. (inclui almoço e sebenta) | Bolsas disponíveis, entre em contato connosco se necessário.
Inscrições/Informações através de nutre.int@gmail.com ou 965811381

Apresentação do livro “O Sítio Onde se Está” de José Azevedo Mendes



O livro “O Sítio Onde se está. Fotografias médicas nas sanzalas da Gabela (1963)”, de José Azevedo Mendes, será apresentado no próximo sábado, dia 17 de Novembro, pelas 16h, na Ordem dos Médicos em Coimbra. A obra será apresentada por Luís Azevedo Mendes, juiz desembargador do Tribunal da Relação de Coimbra.

“O Sítio Onde se está” apresenta uma visão diferente da guerrra colonial e da acção dos militares portugueses em Angola, sendo uma obra de rara beleza e expressividade.

O seu autor, José Azevedo Mendes, é médico estomatologista na cidade de Coimbra, formado pela Universidade de Coimbra, e que exerceu uma intensa actividade profissional ao longo de mais de quatro décadas no seu consultório da rua de Macau, no Bairro Norton de Matos. É casado, pai de dez filhos e avô de catorze netos.

O livro recolhe uma selecção de fotografias médicas que há cinquenta anos o autor, então oficial do batalhão de Cavalaria 350 mobilizado para Angola em 1962-1964, fez da actividade de uma equipa médica-sanitária na região da Gabela, província do Quanza-Sul. Esta equipa médica, dirigida pelo tenente Azevedo Mendes e constituída por sua iniciativa, desempenhou um valioso trabalho de assistência à população africana da Gabela, sendo na época uma acção pioneira nas sanzalas (aldeias africanas) e que foi reconhecida pelas autoridades civis e militares de Angola.

“O Sítio Onde se está” é um excepcional documento para a história da presença portuguesa em África e interessa de um modo especial aos milhares de portugueses que passaram por Angola e que viveram uma experiência semelhante à do autor.

Como se fazem os nuggets?



Jamie Oliver é um renomado chef de cozinha e personalidade televisiva do Reino Unido. É dele o projeto que institui uma nova ordem na merenda escolar e lanchonetes das escolas britânicas, substituindo alimentos industrializados e fast foods por refeições melhores balanceadas, naturais e ricas em fibras e proteínas.

Em uma experiência com crianças européias, em seu programa na TV, Jamie Oliver mostrou todo o nojento processo na fabricação de "Nuggets", que se baseia no aproveitamento de restos do frango (carcaça, pele, osso...). O resultado da sua experiência na Europa foi um sucesso.

A mesma experiência foi feito com crianças americanas, com um resultado um pouco frustrante para o Chef.

Oficina “Cogumelo Sinérgico” na Casa das Ervas Silvestres: Faça-voçê-mesmo e Sinergias com Horta e Floresta



Nesta formação pretende-se dotar cada formando de instrumentos e dos conhecimentos necessários para um cultivo eficiente, simples e acessível a qualquer um, independentemente dos seus conhecimentos de biologia. Propomos meios de cultivo reciclados, reutilizados e reutilizáveis a partir de culturas disponíveis na natureza, cultivados em substratos gratuitos e de fácil acesso.
Quais os conteúdos deste curso?
Sexta-feira, dia 2 de Novembro: Chegada, jantar e “abrir horizontes”:

- Usos medicinais dos cogumelos
- Agentes medicinais nos principais cogumelos
- Micoremediação e micocontenção na Horta e na Floresta



Sábado, dia 3 de Novembro: Introdução ao Mundo dos Cogumelos e cultivar em casa
Sessão I Teoria


- Ciclo de vida do cogumelo
- Diferentes formas de propagação/inoculação (Spores, Spawn, LC)
- Espécie, Substrato , Adaptação e Condições Ambientais – Equação para uma produtividade óptima
- Substrato – em busca do equilibrio perfeito
- Adaptação – Treinando o micélio
- Condições ambientais

Almoço

Sessão II Laboratório/Cozinha
- Tipos de kits
- Fazer kits domésticos
- Enchimento de frascos/sacos
- Cultivar kits domésticos

Jantarada (com os tesouros da recolha de cogumelos silvestres, caso a metereologia permita)
- Programa informal ligado ao tema


Domingo, dia 4 de Novembro: Dia prático
Sessão III Laboratório/Cozinha
- Geração e gestão de culturas próprias
- Inoculações

Almoço

Sessão IV Trabalho de campo
- Sinergias na Horta e na Floresta
- Técnicas de Pasteurização de “Bulk Spawn”
- Técnicas de cultivo Sinérgico na Horta e na Floresta

Encerramento

Os formadores
Pedro Prata: Biólogo de formação e micólogo de profissão, Pedro é um cientista apaixonado pelo laboratório da terra e da montanha. Trabalha com sinergias entre cogumelos e permacultura, forest-gardening, prospecção e consultoria, tendo dado formações como esta um pouco por todo o país.

João de Oliveira: Ex-jornalista e copywriter, trabalhou no laboratório da empresa Mondo Mycologicals onde se evidenciou pela inovação na criação de soluções práticas no desenvolvimento de vários kits de cultivo doméstico. Apaixonado pela capacidade adaptativa dos fungos, trabalha a melhoria da produtividade entre espécie cultivada e substrato disponível. Desenvolve trabalho na criação de um centro de investigação medicinal e veterinária com experimentação in-vivo.


Qual o valor?
100€, o preço inclui: 2 dias de 8 horas de formação (9h-18h); material didáctico; estadia em dormitório ou tenda própria e refeições (2 almoços, 2 jantares, 2 pequeno almoços). Existe a possibilidade de ficar em quarto privado, neste caso os custos extra por pessoa são: 15€ quarto duplo; 20€ quarto simples. Possibilidade de entregar vale de desconto de 10%.


Como se inscrever e saber mais informações?
Inscrições até ao dia 1 de Novembro através dos contactos:
E-mail: transicaocoimbra@gmail.com | Tlm: 961 596 758

Feira Solidária da Plataforma ODM Coimbra, de 13 a 17 outubro de 2012, no Dolce Vita

 Associação Cores
 
 Saúde em Português
 Graal, Secção de Defesa dos Direitos Humanos da Associação Académica, Ana Jovem

Rede Colaborativa da ANIMAR representada pela Casa do Sal

O que são os ODM? clique

CURSO DE FIGURINOS PARA TEATRO

Este curso pretende dar a oportunidade de formação ocasional e de especialização na área da concepção e construção de figurinos para teatro. http://nacasadaesquina.blogspot.pt
Horário|11h às 14h, sábados.
Nº de horas|  27h entre 27 de Outubro e 22 de Dezembro.
Número de participantes| entre 2 e 5
Orientador| Filipa Malva (concepção e desenho de figurino), Fernanda Tomás e Filipa Alves (construção de figurino)
Preço| 50€/mês (2 meses)
Informações e inscrições|geral@casadaesquina.pt

Tema| Criação de personagem através do desenho do figurino, tendo como base a observação de modelo humano e de drapeado.
Objectivos| Com este curso pretende-se que os participantes desenvolvam capacidades para conceber e construir figurino para teatro, através da análise de uma narrativa e respectivas personagens e da observação do movimento do corpo humano.
Numa primeira fase, os participantes terão a oportunidade de trabalhar com um modelo vivo, e com tecidos variados. Serão articulados exercícios rápidos e lentos tendo como objectivo explorar tanto a expressão do traço como um conhecimento aprofundado da proporção da anatomia humana e do tecido que a cobre.
Na segunda fase do curso, cada participante deverá escolher uma das personagens desenvolvidas em desenho como base para a produção de moldes e a construção de um figurino. A escolha de tecidos e sua manipulação serão feitas tendo em vista as suas características plásticas e o seu significado narrativo. O figurino construído a partir desta segunda fase será apresentado num exercício final de teatro a ter lugar na Casa da Esquina.

Material| Os participantes deverão adquirir a lista de material fornecida pelos orientadores. Esta deverá incluir: papel craft e cenário formato A2, papel máquina formato A4, lapiseira/lápis grafite 2B, lápis de cera e outros à escolha.

PROGRAMA

27 Outubro
Introdução ao Figurino; conceitos de cenografia/figurino; exemplos de concepção de personagem.
Análise e investigação para figurino; figurino de época; caracterização de personagem.
Introdução à proporção anatómica.

Exercícios de movimento (modelo vivo - 10s e 2mn).
Exercícios de análise e de contorno (modelo vivo - poses de 20mn).

03 Novembro
Espaços positivos e negativos.
Introdução à composição de modelo no espaço.

Exercícios de movimento (modelo vivo - 10s e 2mn).
Exercícios de análise (modelo vivo - poses de 20mn).

10 Novembro
Introdução ao drapeado; especificidade de peso e textura em tecidos; reconhecimento da relação anatomia/vestuário; estruturas de suporte e modelagem para tecidos.

Exercícios de movimento (modelo vivo - 10s e 2mn).
Exercícios de análise e de contorno (modelo vivo - poses de 20mn).

17 Novembro
Composição de grupos de figurinos.
Análise do espaço a partir do corpo humano e seu figurino.

Exercícios de composição a partir de desenhos executados e de uma maquete teatral.

24 Novembro
Introdução de cor e textura e escolha de tecidos; características históricas e plásticas de tecidos.
Exercícios de composição a partir de desenhos executados.

Manipulação de formas e personagens no tempo narrativo.
Composição de mapas de figurino, escolha de personagem e preparação de figurinos para construção.
01 Dezembro
Desenho e construção de moldes.

08 Dezembro
Construção de figurinos.

15 Dezembro
Construção de figurinos.

22 Dezembro
Acabamentos e acessórios.

CURSO - COMO FAZER UM PROJECTO DE PERMACULTURA?


 Curso avançado prático com JOÃO JORGE

3 E 4 NOVEMBRO’12
SÁBADO E DOMINGO
10H00 ÀS 18H00

2 DIAS DEDICADOS À OBSERVAÇÃO, ESTUDO E ANÁLISE DO TERRENO,
TÉCNICAS DE PLANEAMENTO, ZONAMENTO, HORTAS E FLORESTAS ALIMENTARES E ELABORAÇÃO DE UM PROJECTO DE PERMACULTURA.

LOCAL
CASAL DA EIRA BRANCA
CALDAS DA RAINHA

INVESTIMENTO:
70,00€
MIN.12 PARTICIPANTES

Data limite p/inscrições - 27 Outubro


NIB 0045 5120 40247378108 24

esassociação@gmail.com
965 384 458 / 915 071 783

Oficina sobre Cultivo caseiro de Cogumelos


Uma Oficina Teórica e Prática sobre Cultivo caseiro de cogumelos e Sinergias Micológicas.

Formador: Pedro Prata e João Cortes de Oliveira

Dias: 20 e 21 de Outubro

E como o mundo dos cogumelos é tão importante para solo, plantas e seres vivos, vamos trazer à Quinta do Luzio uma oficina prática de fim-de-semana sobre as suas utilizações, cultivo e sinergias em permacultura. O programa de fim-de-semana é teórico-prático e incluí material informativo, um mini-kit de frasco e uma lamparina de inoculações. No final da formação os participantes estarão capacitados a fazer kits de cogumelos e saber como cultivá-los na sua horta e em contextos de bosques comestíveis.

Investimento: 80 € – 2 dias / 40€ – 1 dias* – campismo incluído

Incluí ainda:

Um mini-kit de frasco (200ml)
Tabelas e parâmetros de crescimento
Uma lamparina para inoculações

Workshop orquídeas



A APVC — Associação para a Protecção do Vale do Coronado — vai realizar um workshop relativo ao tema "ORQUÍDEAS — CONSELHOS E CUIDADOS", com o formador Jaime Vieira (fitopatologista e paisagista, caro conSócio da APVC).

QUANDO?  29 de Setembro, sábado, das 15 às 17 horas.

ONDE?  em São Mamede do Coronado (Trofa), no Salão Paroquial. 

PREÇO?  o workshop é gratuito, mas requer prévia inscrição devido ao limitado número de vagas.

As fascinantes orquídeas — da família Orchidaceae, uma das maiores famílias de plantas — apresentam variadas formas, cores e tamanhos.

Provavelmente, (quase) todas as casas portuguesas têm orquídeas e... nem sempre o cultivo é o mais correcto no que diz respeito a substratos, maneio, transplantação e tudo-à-volta. Por isso, a APVC proporciona-lhe a oportunidade, gratuita, de aprender a cultivar orquídeas!

INSCRIÇÃO / INFO

__ indique nome, localidade, e-mail e nº telemóvel

__ envie para  valedocoronado@gmail.com  *  91 70 40 207
 
http://valedocoronado.blogspot.pt
http://facebook.com/valedocoronado


Festival Tempo d'Aldeia


De dia 26 setembro 2012 às 6:00 a 30 setembro 2012 às 19:00

A aldeia de S. Pedro do Rio Seco e os seus habitantes abrem portas e corações a gente com novas ideias e alternativas de vida para um encontro e partilha inesquecíveis. Variados workshops, palestras, espetáculos e música, Rota do Contrabando, das Adegas e das Gentes de S. Pedro, Safari trator, observação de aves, jam sessions, exposições, cinema... Jantares nas adegas com pratos tradicionais, cozinha comunitária vegetariana, campismo ecológico, barraquinhas de arte e saúde, ar puro e ambiente familiar.

Dinheiro e Consciência: A quem serve o meu dinheiro?


O pensamento do século passado levou a uma situação insustentável, tanto do ponto de vista social como ambiental. A crise económica e financeira actual é o resultado deste modelo de pensamento levado ao limite. É, portanto, claro que temos que mudar essa velha maneira de pensar e começar uma nova economia a partir da renovação e revitalização de conceitos como trabalho, dinheiro, lucro e responsabilidade. 

Bancos como o Banco Triodos redefinem os termos de consumo, poupança e doações, transformando-os em ações responsáveis. A promoção do consumo responsável através do investimento em negócios sustentáveis ​​e a doação responsável a ONGs e fundações, faz do Triodos Bank um dos representantes da banca ética. Este defende um ideal de compromisso, consciência e coragem que longe de ser utópico devem ser os novos paradigmas do século, único caminho para o individualismo ético.

Proponente
Joan Mele, Vice-Diretor Geral do Banco Triodos

Oficina de construção de hortas ecológicas


Este curso tem como principal objectivo dar aptidão para os formandos poderem desenhar e executar uma horta ecológica que simultaneamente cumpra com produção de alimentos, funções estéticas, também abrigo de fauna e incentivo á biodiversidade.

• Os diferentes tipos de hortas e jardins, consoante a preferência estética de cada um
• Noções básicas Permacultura e ecologia
• As características e condicionantes de clima e solos onde se pretendam instalar.
• Sistemas de rega e plantas possíveis de utilizar nas diferentes opções que se considerem.
• As épocas de plantação adequadas e técnicas para diferentes espécies de plantas
• Fauna selvagem das cidades
• Plantas aromáticas, medicinais e hortícolas

Componente prática

Cultivo, sementeira e plantação espécies
Construção de canteiros e camas
Abrigos para fauna

Formador: Tito Lopes

cultivar.biodiversidade@gmail.com
966237047

Preço: 35


Duração 10.00- 18.00, com uma hora para almoço (não incluido)

Centro de Formação Ambiental, LPN, Lisboa

NOVO CURSO DE INTRODUÇÃO À APICULTURA XII EDIÇÃO


TENHA FINS DE SEMANA DIFERENTES ESTE VERÃO!!! 'ENTRE NUM MUNDO ÀS RISCAS - DIVULGAÇÃO CURSO APICULTURA'

O mundo das abelhas é arrebatador. A procura pelo seu segredo é fascinante.

Tantas vezes nos questionamos como nasce uma abelha de um ovo, o que distingue a abelha rainha das obreiras, o que é o propolis e tantos outros produtos que as abelhas nos dão. Se já Albert Einstein reconhecia que sem as abelhas, não nos restaria muito tempo, então achamos que vale a pena usar o nosso tempo para compreender estes seres riscados e empenhados.

Pelo sucesso obtido nos nossos cursos teórico-práticos, continuamos com mais uma edição, a realizar no concelho da Lousã, durante o mês de setembro.

Tenho o prazer de enviar em anexo o Programa da XII Edição do Curso de Iniciação à Apicultura.

Dias 15 e 16 de Setembro. Não perca!!!

Para mais informações poderá consultar: www.lousamel.pt ou lousamel@lousamel.pt
Telefone: 239995249

Encontro Artes e Saberes do Ceira -. dia 1 de Setembro


O Encontro de artes e saberes do Ceira pretende ser um veiculo de dinamização local, cujos principais objectivos são a regeneração ecológica, económica e social desta maravilhosa região.

Todas as actividades são gratuitas, e existe a possibilidade de acampar na zona, de forma a disfrutar o máximo da região.

Programa:
- Mercado de trocas
- Feira de artesanato e produtos locais
- Oficina de partilha de saberes
- Animação para crianças
- Jogos tradicionais
- Projeção de documentários / tertúlia
- Circulo de fiandeiras
- Roda de contos
- Música e espectáculos de rua
- Comes e bebes
- Circulos de conversa com vista á regeneração do Vale do Ceira

Para mais informações, contacte-nos através do 968716329, zarabatano@gmail.com ou visite http://www.feiradoceira.blogspot.pt/

Confecionar Beldroegas


Recorrendo às técnicas de confecção de alimentos, à curiosidade e à ousadia das experiências de conjugar ingredientes, o chefe de cozinha da Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC) inventou uma nova culinária, com beldroegas.

Desde as entradas aos pratos principais, às sobremesas e aos digestivos chás, foi um menu completo, tendo sempre presente aquela planta que infesta campos, mas possuidora de grandes propriedades nutricionais e medicinais.

António Neves respondeu ao desafio da docente Leila Rodrigues, no âmbito de uma iniciativa pedagógica para a comunidade escolar, e tanto engenho e criação colocou na sua arte que os menus rapidamente se esgotaram no refeitório.

Na última semana, mostrou o modo de confeccionar uma das suas iguarias, um bacalhau assado no forno com beldroegas.

Tudo começa com a selecção das partes da planta, que tem de ser jovem, de preferência ainda sem floração, para evitar uma acidez acentuada com o crescimento.

Cozidas as beldroegas em água e sal, são depois salteadas em azeite e alho. A posta de bacalhau é marinada num tempero com alho, limão e leite, e depois passada por pão ralado.

Num tabuleiro com molho de azeite, alho e louro, com um pouco de vinho branco para evitar que agarre ao fundo, é colocada a posta de bacalhau. Esta é coberta com beldroegas e a broa crustada, tudo embebido em pesto de azeitona.

Depois de uma passagem pelo forno durante cerca de dez minutos à temperatura entre 150 a 180 graus, e guarnecida com batata assada a murro, a iguaria do Chef António está pronta a ser servida.

Este bacalhau é apenas um dos muitos menus de beldroegas que já brotaram da sua imaginação, alguns dos quais mostrou à agência Lusa.

Nas entradas apresentou uma sopa de beldroegas com queijo curado de cabra e uma salada de beldroegas, cebola e tomate, com a sugestão de tempero com azeite aromatizado com orégãos. No acompanhamento um esparregado de beldroegas.

Como prato principal criou uma salada fria de atum com legumes crus (pimento, cenoura, abóbora e, fundamentalmente, beldroega), um bife de peru recheado com beldroegas, cogumelos e queijo de cabra, um lombo de porco recheado com tâmaras, pimentos e beldroegas, e umas ‘beldroegas à Brás’.

Para a sobremesa, foi um bolo à base de beldroegas com bananas e chocolate quente, decorado com flores comestíveis, de cores lilás e amarela. E como digestivo chá simples de beldroegas ou aromatizado com lúcia-lima.

O cardápio de beldroegas criado por António Neves não se esgota neste menu. Quer continuar a juntar-lhe novas receitas.

Sente-se embalado a dar usos culinários a outras plantas daninhas, a aproveitar o conhecimento científico da ESAC e a flora existente nos campos de experimentação, na procura de outros sabores.

Lusa/SOL-2011

Mercado da Terra em Leiria - 24 e 25 de Agosto



Câmara de Leiria promove, nos dias 24 e 25 de agosto, a iniciativa “Mercado da Terra“, no Mercado Sant’Ana.
Segundo a autarquia, “os visitantes poderão adquirir produtos hortícolas, plantas aromáticas, azeite, vinho, licores, mel, plantas ornamentais, biscoitos, pequenos frutos, queijos e doces”.
O “Mercado da Terra” prevê a realização de conferências relacionadas com “agricultura biológica, oportunidade do regresso à terra, nutrição com tradição e empreendedorismo no mundo rural”.
O evento contempla ainda música popular, oficinas pedagógicas e iniciativas ligadas à leitura.
No dia 24, o “Mercado da Terra” abre às 17H00 e encerra às 00H00 e, no dia 25, a iniciativa decorre entre as 10H00e as 00H00.
(Texto: Agência Lusa)

Curso Prático de Horticultura - Practical Course of Horticulture - Coimbra, Portugal




Curso Prático de Horticultura
aprender a cultivar em pequenos espaços
Fevereiro - Julho 2012

Formadores
Sónia Brásio, Pedro Ferreira e Annelieke van der Sluijs

Horta do Botânico
Jardim Botânico de Coimbra
A Horta do Botânico é um projecto desenvolvido pela iniciativa Transição Coimbra

Para mais informações sobre a iniciativa, cursos, actividades e voluntariado:
http://transicaocoimbra.wordpress.com
transicaocoimbra@gmail.com

Agradecimentos
Jardim Botânico da Universidade de Coimbra

Equipa vídeo
Glen Friedman (imagens, montagem), Sara Rocha, Filipe Correia e Miguel Poiares (tradução, apoio)

Música
Soft Music Under Stars, Fila Brazileira

Pinhal das Artes - festival de artes para a primeira infância


O Pinhal das Artes (de 26 Junho a 1 de julho) é um festival de artes para a primeira infância, num espaço dedicado à família, à sensibilização ambiental e à educação pela e para a arte. Com particular destaque para a música este evento realiza-se no Pinhal de Leiria, em S.Pedro de Moel - Marinha Grande. Teve a sua primeira edição em 2007.

É constituído por um amplo conjunto de espectáculos, experiências sensoriais, aulas, concertos, e momentos intensos de contacto com a natureza e com as pessoas.

A primeira edição foi um sucesso. E todos passaram a palavra pelos familiares e amigos. Desde então o Pinhal das Artes não parou de crescer quer em variedade de oferta artística quer em número de visitantes, contando este ano a sua sexta edição.

Para mais informações siga-nos através do Blog do Pinhal das Artes, do Facebook ou contate-nos através do email: pinhaldasartes@samp.pt.

Curso de Permacultura em Chao Sobral - 7 e 8 Julho


"Permacultura é um sistema de planeamento para criar as condições para o desenvolvimento da ótima relação entre os elementos vivos e não vivos da Geo e Bio Esferas,
as relações sociais e económicas humanas devem integrar os padrões da bioesfera, ir de acordo com os processos Naturais e não contra".

"Permaculture is a design system to create the conditions for the development of optimal relationship between the living and non living elements of the Geo and Bio Spheres,
human social and economical relationships must integrate the patterns of the biosphere, to work with Natural processes and not against it".

“Feira do Artesanato Português” e “Mercado Agrobio” todos os sábados, no jardim do Campo Pequeno

O Campo Pequeno e a Agrobio juntaram esforços e em parceria com a CML e a J.F.N.ª S.ª de Fátima, vão lançar uma iniciativa conjunta que promete criar um novo destino de grande interesse na cidade de Lisboa.

O quê: "Feira do Artesanato Português" + "Mercado Agrobio" 

Local: Jardins do Campo Pequeno

Periocidade: semanal, todos os sábados do ano.

Objectivos:

a)     “Feira do Artesanato Português”: Preservar, fomentar e divulgar ofícios portugueses de sempre, muitos dos quais estão ameaçados de extinção. Estimular igualmente o surgimento de novos conceitos e tendências dentro do artesanato contemporâneo, que reflictam a identidade, diversidade e riqueza da cultura portuguesa. É uma feira temática, 100% orientada para a Portugalidade.

b)     “Mercado Agrobio”: Promover o consumo de produtos biológicos portugueses aproximando este conceito do público urbano. Apoiar e estimular pequenos produtores nacionais, que  contribuem com o seu modo de produção para uma maior sustentabilidade ecológica nacional.

Data: a partir de 23 de Junho 2012, inclusive.

Horários:

a)      "Feira do Artesanato Português" :  das 10h00 às 19h00

b)      "Mercado Agrobio": das 09h00 às 14h00


Contactos:

 “FAP” – Luciana Megre: 966.141.784 / Anabela Oliveira 962.589.981  feiraartesanatoportugues@gmail.com

“MA” – Agrobio: 213.641.354  Eng. Jaime Ferreira  direcção@agrobio.pt

Campo Pequeno: filipefrazao@campopequeno.com

Impressão a 3D promete revolucionar indústria




Esta tecnologia permite que se crie, em poucas horas, objetos 3D sólidos feitos em plástico, ou metal, a partir de desenhos realizados no computador.

A produção empresarial está em plena revolução.

"O que temos aqui é um protótipo do Modelo T, da Ford, que está a ser impresso, através de uma técnica de impressão 3D, que é muito semelhante à impressão a jato de tinta convencional, a duas dimensões, que todos temos em casa. Depois de se tirarem todas as estruturas de apoio, é isto que sai. Esta é uma peça bastante estética. Tentámos aqui obter um apoio para ajudar uma pessoa com deficiência a caminhar mas poderíamos usar exatamente a mesma abordagem para criarmos componentes aeroespaciais muito leves. Mais uma vez isto mostra um processo polimétrico, e também podemos fazer isto em metal," assegura o
professor Richard Hague, da Universidade de
Loughborough, no Reino Unido.

No passado, eram precisos meses para se produzir
um protótipo. Hoje, são apenas horas. Basta imaginar o produto e numa questão de poucos dias, pode estar no mercado.
Exemplo disso é esta fábrica de bonecas, em Londres.

A empresária, Alice Taylor, afirma que "em vez de se fazer um molde e depois termos de realizar milhões de cópias, de modo a rentabilizarmos o molde e a fabricação, podemos fazer objetos individuais, um por um. Isso significa uma pequena empresa de Londres pode fabricar,
agora, brinquedos em Londres."

A revolução industrial permitiu a produção em massa, agora a revolução digital permite voltar a uma produção mais personalizada.

http://pt.euronews.com/2012/05/30/impressao-a-3d-promete-revolucionar-industria/

Saiba tudo sobre o gengibre e os seus beneficios




Como planta medicinal o gengibre é uma das mais antigas e populares do mundo. Suas propriedades terapêuticas são resultado da ação de várias substâncias, especialmente do óleo essencial que contém canfeno, felandreno, zingibereno e zingerona.

O gengibre é usado no tratamento contra: gripes, tosse, resfriado e até ressaca. Banhos e compressas quentes de gengibre são indicados para aliviar os sintomas de gota, artrite, dores de cabeça e na coluna, além de diminuir a congestão nasal, cólicas menstruais e um tipo de câncer.




O óleo de gengibre são tratamentos tradicionais e famosos para problemas de coluna e articulações. Na fitoterapia chinesa a raiz do gengibre é chamada de “Gan Jiang” e apresenta as propriedades acre e quente. Sua ação mais importante é a de aquecer o baço e o estômago, expelindo o frio. É usada contra a perda de apetite, membros frios, diarréia, vômitos e dor abdominal. Aquece os pulmões e transforma as secreções. A medicina Ayurveda reconheceu a ação dessa planta sobre o sistema digestivo, tornando-a oficialmente indicada para evitar enjoôs e náuseas, confirmando alguns dos seus usos populares, onde o gengibre é indicado na digestão de alimentos gordurosos.

Maneiras de aproveitar bem esta raíz:
  • Adicionar 1 centímetro de gengibre cru para cada 1/2 quilo de feijão e cozinhe normalmente.
  • Ferva um pouco de gengibre em 1/2 litro de água por 15 minutos e beba o chá sem adoçar.
  • Rale gengibre e salpique nas saladas.
  • Junte 2 colheres (sopa de gengibre ralado, 1/2 xícara de suco de laranja, 1/2 xícara de shoyu, 1 colher (sopa) de mostarda e 1 colher (sopa) de mel e temperos peixes.

Se tem um blog de culinária - Receba grátis produtos da Casa do Sal


Casa do Sal é um projecto que pretende contribuir para a revitalização da Salinicultura da Figueira da Foz.

Vemos as Salinas com um espaço muito diverso. O sal, a flora, a fauna, a paisagem, a cultura, são os elementos que, conjugados, nos permitem criar novos produtos: alimentares e de lazer.

Como forma de divulgação do projecto promomos-nos enviar gratuitamente, sem qualquer tipo de contrapartida,  dois dos nossos produtos a quem for detentor de um blog de culinária nacional,

Serão abrangidos até 5 blogs por semana durante as proximas 12 semanas. Os blogs serão listados por ordem de inscrição até ao fim do prazo ou até atingir o numero máximo de 60 inscrições (5x12).

Para tal basta prencher a seguinte ficha de inscrição e em seguida será informado quando irá receber os seus produtos.



Muhammad Yunus - Criando Empresas Sociais

Curso de Permacultura design certificado

A Eco Aldeia Permalógica (Quinta Cabeça do Mato+Casa da Ribeira) está muito feliz por anunciar este ano um Curso de Design de Permacultura com o Professor Steve Jones (sector 39), uma pessoa entusiástica e sábia, com muitos anos de experiência e práctica. Esta escolha de profesor trará a Portugal um conhecimento mais amplo e diverso de permacultura. O curso vai ser lecionado em Ingles , com tradução entre o grupo.
Mais sobre Steve Jones -http://www.sector39.co.uk/about_usV2.htm

Datas 16 -30 Junho 2012

Curso+ todas as refeições e campismo/camarata. Desconto paraaos primeiro 10 pessoas a inscrever. Fotos aqui de espaço
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.152664164783785.39532.100001206065188&type=3

Info., Detalhes , preços e programação quintacabecadomato@gmail.com

Design (regenerativo) de Permacultura tem ganho, lentamente, aceitação internacional como uma caixa de ferramentas para a sustentabilidade. É uma ciência que mostra a oportunidade de criar respostas práticas aos nossos problemas, quer estes sejam em casa, na horta, numa empresa/comunidade, ou até numa escala maior. Design de Permacultura aplicado pode criar uma nova visão para o Planeta.

É na celebração das diferenças, da riqueza da diversidade, da necessidade de soluções inclusivas que nos unimos para aprender/ensinar.

“tu não fazes Permacultura; aplicas Permacultur ao que fazes.”
-Larry Santoyo
Cuidar da Terra – Cuidar das Pessoas – Partilha Justa
“O primeiro principio da Permacultura é Observação: observação pensativa e demorada em vez de trabalho distraido e demorado.”
-- B. Mollison and D. Holmgren
A Permacultura é a forma mais verdadeira de BIO MIMICRY, aprendendo directamente do Design da Mãe Natureza, ligando tudo em sistemas criativos e produtivos.

O Futuro da Água (vídeo)



O abastecimento de água é uma questão preocupante à medida que a população mundial cresce. Os esgotos sem tratamento são uma ameaça para a saúde humana e contaminam fontes de água potável.

Um grande avanço neste campo pode ser uma nova tecnologia desenvolvida por cientistas holandeses. O inventor desta tecnologia é Mark van Loosdrechte está nomeado para o Prémio Inventor Europeu, organizado pelo Instituto Europeu de Patentes, que acontece em junho, em Copenhaga.

No final do processo, a água é reintroduzida no ambiente. Uma tecnologia assente num processo natural. Para bem da água, do ambiente e do futuro.

1º Encontro Nacional - Aldeias Sustentáveis e Activa - Projecto ANMAR






Finalidade:
O projecto tem como finalidade a valorização da intervenção em aldeias isoladas ou em risco de despovoamento, tendo em vista a melhoria da qualidade de vida para os seus e suas habitantes, através da revitalização económica e social dos territórios, com base numa estratégia integrada de diversificação da economia e do emprego local e da valorização dos recursos endógenos, assentes em lógicas de participação comunitária e cooperação interterritorial que permitam a definição de estratégias para a sua revitalização.
Objetivos Gerais:
Promover o desenvolvimento local dos territórios;
Promover a revitalização das aldeias isoladas em risco de desertificação;
Fomentar a valorização dos recursos endógenos;
Promover o know-how e a qualificação dos agentes locais.
Objetivos Específicos:
Dotar os agentes de desenvolvimento rural e local de instrumentos programáticos para apoiarem a revitalização de aldeias em situação de abandono;
Articular os diversos Programas de Aldeia que funcionam a nível nacional numa plataforma comum de gestão do conhecimento e em torno de dispositivos de cooperação comuns;
Enriquecer o conceito de Programa Integrado de aldeia através da valorização do Capital de Aldeia, que assenta na participação qualificada das populações e em formas específicas de auto-organização;
Fornecer aos actores do desenvolvimento rural e local estratégias, metodologias, técnicas e instrumentos para apoiar intervenções integradas em pequenos aglomerados rurais;
Desenhar novas modalidades de intervenção económica e social que sejam adequados e coerentes no combate ao despovoamento dos territórios em perda demográfica.
Resultados Esperados: 1) Fórum Nacional de Aldeias Sustentáveis e Ativas, alicerçado em reuniões descentralizadas, com vista à produção de um Programa Mínimo de Revitalização de Aldeia;
2) Comunidade de Prática “Aldeias Sustentáveis e Ativas”, organizada em grupos de reflexão temáticos;
3) Intercâmbios Entre Aldeias, com partilha de interesses e momentos de encontros/visitas de qualificação entre aldeias;
4) Ação-piloto “Aldeias em rede no combate à desertificação”, com grupos de trabalho e sessões temáticas, envolvendo facilitadores/as de aldeia e com vista à redação de um relatório de factores críticos de sucesso/insucesso e boas práticas;
5) Guia de boas práticas de revitalização de aldeias divulgado em ações públicas.
Metodologia: O projecto dá prioridade aos contatos presenciais com os agentes de desenvolvimento rural e local para levantamento de experiências de Aldeias Sustentáveis e Ativas, permitindo desenhar, a partir do terreno, propostas concertadas num Programa Mínimo de Revitalização de Aldeia que contribua para a definição de políticas públicas que estimulem a promoção de aldeias sustentáveis. A constituição de uma Comunidade de Prática de âmbito nacional participada ativamente por todos os stakeholders permitirá aplicar instrumentos de sistematização da problemática e da realidade observada, com clara ligação aos territórios e aos contextos locais. Por outro lado, a criação da ação piloto “Aldeias em rede no combate à desertificação” e do Intercâmbio entre Aldeias, baseada em troca de boas práticas, ações de interação interterritorial e redes colaborativas, permitirá de forma mais clara e também a nível micro identificar os mecanismos responsáveis pela mudança.





ANIMAR - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local

Morada
Rua Antero de Quental
Edifício Ninho de Empresas
Bairro Olival de Fora
2625-640 - Vialonga


Telefones
Geral - 21 952 74 50
Gabinete Administrativo Financeiro - 21 952 74 54
Gabinete de Projectos - 21 952 74 56
Centro de Documentação | Comunicação - 21 952 74 57
Fax: +351 21 952 13 22
E-mail: animar@animar-dl.pt

Curso de Formação de Animadores de Educação Ambiental

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS

No final do curso os formandos deverão:

    Conhecer a origem e evolução da educação ambiental;
    Conhecer os objetivos e métodos da educação ambiental;
    Identificar público-alvo e adequar a sua comunicação a esses públicos;
    Identificar as principais áreas científicas em matéria de carácter ambiental;
    Criar e gerir atividades e materiais pedagógicos de educação ambiental de uma forma autónoma e profissional.

DIRIGIDO A: O curso dirige-se a todos os interessados em educação ambiental, educadores, animadores, técnicos de ambiente, estudante e profissionais que queiram adquirir ferramentas e competências para desenvolver actividades de sensibilização, comunicação e educação ambiental para colaborar com Instituições e Empresas ou trabalhar de forma autónoma e profissional na área de Educação Ambiental

Requisitos mínimos: 12º ano de Escolaridade |Conhecimentos básicos de educação, sensibilização e comunicação ambiental

DURAÇÃO: 30 horas

PARTICIPANTES:
Mínimo 12 e Máximo de 25

DATAS: 2,9, 16, 23, 30 de Junho

Pagamento:

Curso Completo (TRF: xxxx xxxx xxxxxxxxx xx)

HORÁRIO:

 Sábados das 9h30/12h30 – 13h30/16h30

 O CURSO PODERÁ SER REALIZADO NA INTEGRA OU POR MÓDULOS VER DATAS:

2 de junho A - A Educação Ambiental: A evolução, metodologias pedagógicas e principais Temas.

B - Reciclagem de Resíduos Orgânicos e Hortas Pedagógicas. Compostagem e Vermicompostagem. (6horas)

9 de junho Educação Ambiental e Expressão Dramática  (6horas)

16 de junho A. Ciência Experimental na Educação Ambiental.

B. A Horta uma fantástico laboratório de ciências.

23 de junho Reutilização de materiais para construção de brinquedos e instrumentos musicais(6horas)

30 de junho A - Concepção e desenvolvimento de uma Campanha/ Evento de Comunicação e Sensibilização Ambiental

B - Técnicas Criativas de Comunicação em Educação Ambiental  (6horas)



CUSTO DA FORMAÇÃO
: 120€/ participante (Curso Completo) ou 30€/ participante/ dia (Curso em Módulos)

MANUAL DA FORMAÇÃO e CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO: É enviado em formato digital para todos os participantes.

LOCAL: MAIA                     

NOTA: Os participantes do Curso serão integrados numa bolsa de Animadores da empresa Beagle podendo a qualquer momento ser contactados para dinamizar ações em regime de part-time.

Estás interessado em participar? A sua disponibilidade é limitada? Tem dúvidas?

Contacte-nos através do e-mail geral@beagle.pt ou geral@ambieduca.com.pt

Indicando disponibilidade, horário preferencial ou dúvidasMais informação aqui

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails