Como se assam sardinhas na Figueira da Foz?




Documentário: "Forest in a Bottle" -

Espectacular documentário sobre a vida selvagem dos montados de sobreiros em Portugal. Defenda um dos ecossistemas mais ricos da Europa preferindo rolhas de cortiça.

Pinhal das Artes - festival de artes para a primeira infância


O Pinhal das Artes (de 26 Junho a 1 de julho) é um festival de artes para a primeira infância, num espaço dedicado à família, à sensibilização ambiental e à educação pela e para a arte. Com particular destaque para a música este evento realiza-se no Pinhal de Leiria, em S.Pedro de Moel - Marinha Grande. Teve a sua primeira edição em 2007.

É constituído por um amplo conjunto de espectáculos, experiências sensoriais, aulas, concertos, e momentos intensos de contacto com a natureza e com as pessoas.

A primeira edição foi um sucesso. E todos passaram a palavra pelos familiares e amigos. Desde então o Pinhal das Artes não parou de crescer quer em variedade de oferta artística quer em número de visitantes, contando este ano a sua sexta edição.

Para mais informações siga-nos através do Blog do Pinhal das Artes, do Facebook ou contate-nos através do email: pinhaldasartes@samp.pt.

Como se assam sardinhas na Figueira da Foz?







Curso de Permacultura em Chao Sobral - 7 e 8 Julho


"Permacultura é um sistema de planeamento para criar as condições para o desenvolvimento da ótima relação entre os elementos vivos e não vivos da Geo e Bio Esferas,
as relações sociais e económicas humanas devem integrar os padrões da bioesfera, ir de acordo com os processos Naturais e não contra".

"Permaculture is a design system to create the conditions for the development of optimal relationship between the living and non living elements of the Geo and Bio Spheres,
human social and economical relationships must integrate the patterns of the biosphere, to work with Natural processes and not against it".

“Feira do Artesanato Português” e “Mercado Agrobio” todos os sábados, no jardim do Campo Pequeno

O Campo Pequeno e a Agrobio juntaram esforços e em parceria com a CML e a J.F.N.ª S.ª de Fátima, vão lançar uma iniciativa conjunta que promete criar um novo destino de grande interesse na cidade de Lisboa.

O quê: "Feira do Artesanato Português" + "Mercado Agrobio" 

Local: Jardins do Campo Pequeno

Periocidade: semanal, todos os sábados do ano.

Objectivos:

a)     “Feira do Artesanato Português”: Preservar, fomentar e divulgar ofícios portugueses de sempre, muitos dos quais estão ameaçados de extinção. Estimular igualmente o surgimento de novos conceitos e tendências dentro do artesanato contemporâneo, que reflictam a identidade, diversidade e riqueza da cultura portuguesa. É uma feira temática, 100% orientada para a Portugalidade.

b)     “Mercado Agrobio”: Promover o consumo de produtos biológicos portugueses aproximando este conceito do público urbano. Apoiar e estimular pequenos produtores nacionais, que  contribuem com o seu modo de produção para uma maior sustentabilidade ecológica nacional.

Data: a partir de 23 de Junho 2012, inclusive.

Horários:

a)      "Feira do Artesanato Português" :  das 10h00 às 19h00

b)      "Mercado Agrobio": das 09h00 às 14h00


Contactos:

 “FAP” – Luciana Megre: 966.141.784 / Anabela Oliveira 962.589.981  feiraartesanatoportugues@gmail.com

“MA” – Agrobio: 213.641.354  Eng. Jaime Ferreira  direcção@agrobio.pt

Campo Pequeno: filipefrazao@campopequeno.com

Impressão a 3D promete revolucionar indústria




Esta tecnologia permite que se crie, em poucas horas, objetos 3D sólidos feitos em plástico, ou metal, a partir de desenhos realizados no computador.

A produção empresarial está em plena revolução.

"O que temos aqui é um protótipo do Modelo T, da Ford, que está a ser impresso, através de uma técnica de impressão 3D, que é muito semelhante à impressão a jato de tinta convencional, a duas dimensões, que todos temos em casa. Depois de se tirarem todas as estruturas de apoio, é isto que sai. Esta é uma peça bastante estética. Tentámos aqui obter um apoio para ajudar uma pessoa com deficiência a caminhar mas poderíamos usar exatamente a mesma abordagem para criarmos componentes aeroespaciais muito leves. Mais uma vez isto mostra um processo polimétrico, e também podemos fazer isto em metal," assegura o
professor Richard Hague, da Universidade de
Loughborough, no Reino Unido.

No passado, eram precisos meses para se produzir
um protótipo. Hoje, são apenas horas. Basta imaginar o produto e numa questão de poucos dias, pode estar no mercado.
Exemplo disso é esta fábrica de bonecas, em Londres.

A empresária, Alice Taylor, afirma que "em vez de se fazer um molde e depois termos de realizar milhões de cópias, de modo a rentabilizarmos o molde e a fabricação, podemos fazer objetos individuais, um por um. Isso significa uma pequena empresa de Londres pode fabricar,
agora, brinquedos em Londres."

A revolução industrial permitiu a produção em massa, agora a revolução digital permite voltar a uma produção mais personalizada.

http://pt.euronews.com/2012/05/30/impressao-a-3d-promete-revolucionar-industria/

Saiba tudo sobre o gengibre e os seus beneficios




Como planta medicinal o gengibre é uma das mais antigas e populares do mundo. Suas propriedades terapêuticas são resultado da ação de várias substâncias, especialmente do óleo essencial que contém canfeno, felandreno, zingibereno e zingerona.

O gengibre é usado no tratamento contra: gripes, tosse, resfriado e até ressaca. Banhos e compressas quentes de gengibre são indicados para aliviar os sintomas de gota, artrite, dores de cabeça e na coluna, além de diminuir a congestão nasal, cólicas menstruais e um tipo de câncer.




O óleo de gengibre são tratamentos tradicionais e famosos para problemas de coluna e articulações. Na fitoterapia chinesa a raiz do gengibre é chamada de “Gan Jiang” e apresenta as propriedades acre e quente. Sua ação mais importante é a de aquecer o baço e o estômago, expelindo o frio. É usada contra a perda de apetite, membros frios, diarréia, vômitos e dor abdominal. Aquece os pulmões e transforma as secreções. A medicina Ayurveda reconheceu a ação dessa planta sobre o sistema digestivo, tornando-a oficialmente indicada para evitar enjoôs e náuseas, confirmando alguns dos seus usos populares, onde o gengibre é indicado na digestão de alimentos gordurosos.

Maneiras de aproveitar bem esta raíz:
  • Adicionar 1 centímetro de gengibre cru para cada 1/2 quilo de feijão e cozinhe normalmente.
  • Ferva um pouco de gengibre em 1/2 litro de água por 15 minutos e beba o chá sem adoçar.
  • Rale gengibre e salpique nas saladas.
  • Junte 2 colheres (sopa de gengibre ralado, 1/2 xícara de suco de laranja, 1/2 xícara de shoyu, 1 colher (sopa) de mostarda e 1 colher (sopa) de mel e temperos peixes.

Se tem um blog de culinária - Receba grátis produtos da Casa do Sal


Casa do Sal é um projecto que pretende contribuir para a revitalização da Salinicultura da Figueira da Foz.

Vemos as Salinas com um espaço muito diverso. O sal, a flora, a fauna, a paisagem, a cultura, são os elementos que, conjugados, nos permitem criar novos produtos: alimentares e de lazer.

Como forma de divulgação do projecto promomos-nos enviar gratuitamente, sem qualquer tipo de contrapartida,  dois dos nossos produtos a quem for detentor de um blog de culinária nacional,

Serão abrangidos até 5 blogs por semana durante as proximas 12 semanas. Os blogs serão listados por ordem de inscrição até ao fim do prazo ou até atingir o numero máximo de 60 inscrições (5x12).

Para tal basta prencher a seguinte ficha de inscrição e em seguida será informado quando irá receber os seus produtos.



Muhammad Yunus - Criando Empresas Sociais

Curso de Permacultura design certificado

A Eco Aldeia Permalógica (Quinta Cabeça do Mato+Casa da Ribeira) está muito feliz por anunciar este ano um Curso de Design de Permacultura com o Professor Steve Jones (sector 39), uma pessoa entusiástica e sábia, com muitos anos de experiência e práctica. Esta escolha de profesor trará a Portugal um conhecimento mais amplo e diverso de permacultura. O curso vai ser lecionado em Ingles , com tradução entre o grupo.
Mais sobre Steve Jones -http://www.sector39.co.uk/about_usV2.htm

Datas 16 -30 Junho 2012

Curso+ todas as refeições e campismo/camarata. Desconto paraaos primeiro 10 pessoas a inscrever. Fotos aqui de espaço
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.152664164783785.39532.100001206065188&type=3

Info., Detalhes , preços e programação quintacabecadomato@gmail.com

Design (regenerativo) de Permacultura tem ganho, lentamente, aceitação internacional como uma caixa de ferramentas para a sustentabilidade. É uma ciência que mostra a oportunidade de criar respostas práticas aos nossos problemas, quer estes sejam em casa, na horta, numa empresa/comunidade, ou até numa escala maior. Design de Permacultura aplicado pode criar uma nova visão para o Planeta.

É na celebração das diferenças, da riqueza da diversidade, da necessidade de soluções inclusivas que nos unimos para aprender/ensinar.

“tu não fazes Permacultura; aplicas Permacultur ao que fazes.”
-Larry Santoyo
Cuidar da Terra – Cuidar das Pessoas – Partilha Justa
“O primeiro principio da Permacultura é Observação: observação pensativa e demorada em vez de trabalho distraido e demorado.”
-- B. Mollison and D. Holmgren
A Permacultura é a forma mais verdadeira de BIO MIMICRY, aprendendo directamente do Design da Mãe Natureza, ligando tudo em sistemas criativos e produtivos.

O Futuro da Água (vídeo)



O abastecimento de água é uma questão preocupante à medida que a população mundial cresce. Os esgotos sem tratamento são uma ameaça para a saúde humana e contaminam fontes de água potável.

Um grande avanço neste campo pode ser uma nova tecnologia desenvolvida por cientistas holandeses. O inventor desta tecnologia é Mark van Loosdrechte está nomeado para o Prémio Inventor Europeu, organizado pelo Instituto Europeu de Patentes, que acontece em junho, em Copenhaga.

No final do processo, a água é reintroduzida no ambiente. Uma tecnologia assente num processo natural. Para bem da água, do ambiente e do futuro.

1º Encontro Nacional - Aldeias Sustentáveis e Activa - Projecto ANMAR






Finalidade:
O projecto tem como finalidade a valorização da intervenção em aldeias isoladas ou em risco de despovoamento, tendo em vista a melhoria da qualidade de vida para os seus e suas habitantes, através da revitalização económica e social dos territórios, com base numa estratégia integrada de diversificação da economia e do emprego local e da valorização dos recursos endógenos, assentes em lógicas de participação comunitária e cooperação interterritorial que permitam a definição de estratégias para a sua revitalização.
Objetivos Gerais:
Promover o desenvolvimento local dos territórios;
Promover a revitalização das aldeias isoladas em risco de desertificação;
Fomentar a valorização dos recursos endógenos;
Promover o know-how e a qualificação dos agentes locais.
Objetivos Específicos:
Dotar os agentes de desenvolvimento rural e local de instrumentos programáticos para apoiarem a revitalização de aldeias em situação de abandono;
Articular os diversos Programas de Aldeia que funcionam a nível nacional numa plataforma comum de gestão do conhecimento e em torno de dispositivos de cooperação comuns;
Enriquecer o conceito de Programa Integrado de aldeia através da valorização do Capital de Aldeia, que assenta na participação qualificada das populações e em formas específicas de auto-organização;
Fornecer aos actores do desenvolvimento rural e local estratégias, metodologias, técnicas e instrumentos para apoiar intervenções integradas em pequenos aglomerados rurais;
Desenhar novas modalidades de intervenção económica e social que sejam adequados e coerentes no combate ao despovoamento dos territórios em perda demográfica.
Resultados Esperados: 1) Fórum Nacional de Aldeias Sustentáveis e Ativas, alicerçado em reuniões descentralizadas, com vista à produção de um Programa Mínimo de Revitalização de Aldeia;
2) Comunidade de Prática “Aldeias Sustentáveis e Ativas”, organizada em grupos de reflexão temáticos;
3) Intercâmbios Entre Aldeias, com partilha de interesses e momentos de encontros/visitas de qualificação entre aldeias;
4) Ação-piloto “Aldeias em rede no combate à desertificação”, com grupos de trabalho e sessões temáticas, envolvendo facilitadores/as de aldeia e com vista à redação de um relatório de factores críticos de sucesso/insucesso e boas práticas;
5) Guia de boas práticas de revitalização de aldeias divulgado em ações públicas.
Metodologia: O projecto dá prioridade aos contatos presenciais com os agentes de desenvolvimento rural e local para levantamento de experiências de Aldeias Sustentáveis e Ativas, permitindo desenhar, a partir do terreno, propostas concertadas num Programa Mínimo de Revitalização de Aldeia que contribua para a definição de políticas públicas que estimulem a promoção de aldeias sustentáveis. A constituição de uma Comunidade de Prática de âmbito nacional participada ativamente por todos os stakeholders permitirá aplicar instrumentos de sistematização da problemática e da realidade observada, com clara ligação aos territórios e aos contextos locais. Por outro lado, a criação da ação piloto “Aldeias em rede no combate à desertificação” e do Intercâmbio entre Aldeias, baseada em troca de boas práticas, ações de interação interterritorial e redes colaborativas, permitirá de forma mais clara e também a nível micro identificar os mecanismos responsáveis pela mudança.





ANIMAR - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local

Morada
Rua Antero de Quental
Edifício Ninho de Empresas
Bairro Olival de Fora
2625-640 - Vialonga


Telefones
Geral - 21 952 74 50
Gabinete Administrativo Financeiro - 21 952 74 54
Gabinete de Projectos - 21 952 74 56
Centro de Documentação | Comunicação - 21 952 74 57
Fax: +351 21 952 13 22
E-mail: animar@animar-dl.pt

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails